Ocorreu um erro neste gadget

terça-feira, 24 de abril de 2012

mensagem 240412 - para um grande amigo

"Mas, na verdade, prouvera Deus que ele falasse e abrisse os seus lábios contra ti,
e te fizesse saber os segredos da sabedoria, que é multíplice em eficácia; pelo que sabe que Deus exige de ti menos do que merece a tua iniqüidade.
Porventura, alcançarás os caminhos de Deus ou chegarás à perfeição do Todo-Poderoso?" (Jó 11:5-7)

os segredos do que é eterno são muitos e infinitos...
não ouso discordar das múltiplas formas de pensar dadas a seres que como eu não passam de microorganismos no folego da eternidade.
amo a vida e o vivente, não porque sejam algo, porque também não o sou e portanto não creio que qualquer outro o seja.

"Não temas, ó bichinho de Jacó, povozinho de Israel; eu te ajudo, diz o SENHOR, e o teu Redentor é o Santo de Israel." (Is 41:14)

não vejo a vida válida para que aqui se venha para dar-se nomes a ruas, praças ou avenidas.
não a vejo também a que seja válida apenas para que se plante uma árvore, faça-se um filho, ou escreva-se um livro.

"E Deus os abençoou e Deus lhes disse: Frutificai, e multiplicai-vos, e enchei a terra, e sujeitai-a; e dominai sobre os peixes do mar, e sobre as aves dos céus, e sobre todo o animal que se move sobre a terra." (Gn 1:28)

vejo-a como uma maravilhosa e multiforme cornucópia de onde provém infindas maneiras de continuidade do que aqui em forma de espelho, quase se apercebe.

"Porque, agora, vemos por espelho em enigma; mas, então, veremos face a face; agora, conheço em parte, mas, então, conhecerei como também sou conhecido." (1 Co 13:12)

"Lembra-te do teu Criador nos dias da tua mocidade, antes que venham os maus dias, e cheguem os anos dos quais venhas a dizer: Não tenho neles contentamento;
antes que se escureçam o sol, e a luz, e a lua, e as estrelas, e tornem a vir as nuvens depois da chuva;
no dia em que tremerem os guardas da casa, e se curvarem os homens fortes, e cessarem os moedores, por já serem poucos, e se escurecerem os que olham pelas janelas;
e as duas portas da rua se fecharem por causa do baixo ruído da moedura, e se levantar à voz das aves, e todas as vozes do canto se baixarem;
como também quando temerem o que está no alto, e houver espantos no caminho, e florescer a amendoeira, e o gafanhoto for um peso, e perecer o apetite; porque o homem se vai à sua eterna casa, e os pranteadores andarão rodeando pela praça;
antes que se quebre a cadeia de prata, e se despedace o copo de ouro, e se despedace o cântaro junto à fonte, e se despedace a roda junto ao poço,
e o pó volte à terra, como o era, e o espírito volte a Deus, que o deu.
Vaidade de vaidade, diz o Pregador, tudo é vaidade." (Ec 12:1-8)

que deus te abençoe...! - (ap. ely silmar vidal - mensagem 240412 - para um grande amigo)

Nenhum comentário: