Ocorreu um erro neste gadget

domingo, 19 de outubro de 2014

Militares Cubanos infiltrados no Programa Mais Medicos pode gerar problemas no Brasil

Bolsonaro diz que há exército de cubanos no Brasil e que poderá haver derramamento de sangue; assista ao vídeo
Ao relatar a descoberta, pelo Comando Militar do Sudeste, da existência de militares cubanos infiltrados no programa Mais Médicos, o deputado federal Jair Bolsonaro (PP/RJ) bradou contra a apatia de Celso Amorim, ministro de Dilma, e alegou que isso faz parte do projeto de poder do PT.
Bolsonaro lembra, ainda, que, no Chile, havia mais de 30 mil cubanos quando Pinochet assumiu o poder e, argumenta que, por isso, houve tantas mortes. De acordo com Bolsonaro, o Brasil trilha o mesmo caminho. Assista ao vídeo:
 CUBA INFILTROU MILITARES NO PROGRAMA MAIS MÉDICOS
Informe reservado “Mensagem Direta de Inteligência” (MDI) ao ministro Celso Amorim (Defesa) atestou que a ditadura cubana infiltrou militares no programa Mais Médicos. A descoberta foi da Base de Administração e Apoio do Ibirapuera, do Comando Militar do Sudeste, em São Paulo, que recebe gente do Mais Médicos. Ouvido, um suspeito confessou ser capitão do Exército cubano, e que não está sozinho. Amorim nada fez.
PINTA DE MILICO
Militares brasileiros desconfiaram do “médico” por seus hábitos de caserna (cama sempre arrumada, por exemplo). Era o capitão cubano.
CONVOCAÇÃO
A infiltração de militares no Mais Médicos repercutiu na Câmara. O deputado Jair Bolsonaro (PP-RJ) quer convocar Amorim a se explicar.
CÓPIA AUTÊNTICA
Bolsonaro avisa que não adianta Celso Amorim negar a existência do informe reservado que lhe foi enviado: ele obteve cópia do documento. (Trechos de Cláudio Humberto, Diário do Poder)
http://youtu.be/13dFHi9Unkk
http://www.folhapolitica.org/2014/10/bolsonaro-diz-que-ha-exercito-de.html

Nenhum comentário: